Blog de Viagens-Américas

locais-experiencias-imperdiveis-na-bolivia

Os 10 Locais e Experiências Imperdíveis na Bolívia!

A norte do Brasil, e bem no centro do continente americano, fica a Bolívia, um mosaico de culturas e de paisagens. Neste sítio exótico poderá conhecer a neve dos Andes, um deserto salgado ou várias lagoas que mais parecem criações dos Deuses incas Viracocha ou Pacha Mama.

Este país tem o mesmo número de habitantes que Portugal (10 milhões), geograficamente está dividido em duas zonas (Altiplano e as terras baixas) e, antes de fazer parte do Império espanhol, era parte do Império Inca, um dos mais importantes da Antiguidade.

Com uma diversidade populacional marcante, a cultura e a Gastronomia da Bolívia são dois dos atrativos (mas não os únicos) necessários para qualquer viajante que queira conhecer um pouco mais sobre o país.

Antes de fazer a mala e marcar um bilhete para La Paz, onde fica localizado o governo liderado por Evo Morales, conheça 10 locais imperdíveis (e respetivas experiências) da Bolívia que deve descobrir durante as suas férias.

 

Lago Titicaca

Este lago é um dos maiores da América do Sul e é o curso de água navegável mais alto do mundo. Considerado o local de origem dos incas, abriga várias ruínas. Nos arredores deste lago encontra-se a Reserva Nacional do Titicaca, que abriga uma rara fauna selvagem aquática, de onde se destacam os sapos gigantes. Este lago tem cerca de 41 ilhas, algumas densamente povoadas e com vilarejos tradicionais, que oferecem hospedagem para os visitantes.

 

La Paz

Esta é a terceira maior cidade do país e é aqui que se encontra o governo da Bolívia. La Paz é uma das maiores cidades do mundo e encontra-se no Altiplano dos Andes, mais de 3.500 metros acima do nível do mar. A paisagem deslumbrante de La Paz pode ser admirada através de passeios de teleférico. Na cidade deve visitar: a Praça Murillo (principal espaço público da cidade), a Igreja e Convento de São Francisco de La Paz (convento fundado no século XVI), Museu Nacional de Arte (uma das mais importantes instituições culturais do país), Chacaltaya (neste pico da cordilheira dos Andes encontra-se a estação de esqui mais alta do mundo) ou o Valle de la Luna (se sempre pensou andar no solo lunar, aqui tem a sua oportunidade).

 

Salar de Uyuni

Este é o maior deserto de sal do mundo e, como é o único ponto natural brilhante que pode ser visto do espaço, serviu como guia para os astronautas da Apollo 11. Para passear por entre as dunas deste deserto, que tem uma profundidade até aos 120 metros, a maioria das pessoas utiliza veículos com tração às 4 rodas. A vegetação é marcada por catos gigantes e tem no Hotel de Sal Playa Blanca uma construção incrível no meio do deserto. Construída com blocos de sal, este é um excelente ponto de interesse para que visite este deserto, por onde já passaram os carros e as motas do Rally Dakar.

 

Porta do Sol

Neste sítio arqueológico, que fica localizado em Tiauanaco e perto do grande lago Titicaca, pode encontrar um portal com cerca de 2 metros de altura, com baixos-relevos de grande qualidade artística e significado simbólico, ou não estivéssemos a falar de um exemplar da cultura inca.

 

Fazer trekking pelo altiplano boliviano

A Bolívia é um destino bastante procurado por jovens mochileiros, que gostam de partir à aventura. Assim, conhecer as belezas que este país oferece a pé pelo altiplano boliviano é uma experiência única. No altiplano vai encontrar diferentes formações geológicas e poucas estradas asfaltadas. Nesta região deve conhecer as cidades de Cochabamba (localizada a 2.570 metros de altitude, é conhecida como a “Cidade da Eterna Primavera”, devido ao bom tempo sentido na região e à forte produção agrícola), Oruro (situada perto dos Andes, é sobejamente conhecida pelo seu Carnaval, o segundo mais famoso da América do Sul), Potosí (uma antiga cidade imperial com várias minas, sendo mundialmente célebres as vinte minas de Potosí) e Sucre (de influência hispânica, foi declarada Património Mundial da Humanidade pela Unesco, em 1992).

 

Forte de Samaipata

Este forte, localizado no topo de uma colina de 1.950 metros de altitude, era, na realidade, um centro cerimonial e ponto de observação astronómica para a Civilização Chané, que habitou o alto dos Andes de 800 a 1300 D.C. Este local encantador, foi declarado em 1998 Património Mundial da Humanidade.

 

Camino a los Yungas

Esta estrada é considerada como "a estrada da morte", mas se acredita que este nome afasta os turistas, desengane-se. Antigamente, nesta estrada morriam entre 200 a 300 pessoas por ano. Hoje em dia, é uma das maiores atrações turísticas no país, não só pela alcunha que ganhou que aguça a curiosidade, como pela sua beleza natural. Vários turistas, acompanhados por guias especializados, percorrem esta estrada de bicicleta. E – acredite! – é uma ótima experiência!

 

Montanhas Nevadas e Cordilheira dos Andes

É verdade que estamos a falar de um país da América Latina, mas neve é algo que, por ali, não falta. Na cordilheira dos Andes (que conta com uma altitude de 6962 metros), muito próximo de La Paz, poderá visitar as montanhas de Chacaltaya ou Huayna Potosí, onde poderá ver uma geleira ou escalar uma montanha totalmente congelada. Nestas estações, que são cuidadas pelo Club Andino Boliviano, poderá aproveitar para esquiar.

 

Santa Cruz de la Sierra

Esta cidade é o centro comercial da Bolívia e fica localizada perto do Rio Pirai, nas planícies tropicais, a este da Cordilheira dos Andes. Santa Cruz de la Sierra foi fundada pelos espanhóis no século XVI e fica a situada a cerca de 416 metros de altitude. Na cidade deve visitar: Parque Nacional Amboró (esta é uma das regiões com maior biodiversidade no planeta), o Museu Guarani (o único especializado nesta cultura) ou o Manzana Uno (um importante centro cultural). Para além de uma visita cultural, em Santa Cruz de la Sierra deve provar a sua rica Gastronomia. O majao ou majadito, locro, patasca e chicha são algumas das iguarias que deve provar.

 

Laguna Verde

Esta lagoa fica localizada na Reserva Nacional Eduardo Abaroa (que tem 30 lagoas), no altiplano de San Luis, na fronteira da Bolívia com o Chile. A água é esverdeada devido ao elevado conteúdo mineral de magnésio na água, o que atrai grandes colónias de flamingos. A Laguna Verde tem 4200 metros de altitude e fica rodeada de vulcões e morros. Vá até ao miradouro para conseguir admirar em pleno toda a beleza desta lagoa.

 

E se pretende passear pela Bolívia, na companhia dos guias turísticos mais experientes, não perca a oportunidade de se juntar aos nossos já muito aclamados Circuitos Turísticos este incrível país.

Filipa Godinho

Filipa Godinho

Não encontrou o que estava à procura?

ou precisa da nossa ajuda? Fale connosco
* Os campos assinalados são de preenchimento obrigatório.
Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao visitar o site está a consentir a sua utilização.
Conheça a nossa Política de Privacidade e de Cookies aqui.